Perdas ocultas: desperdícios “invisíveis” que podem existir na sua frota

| Por: Caroline Ferroni

Você tem conhecimento das perdas ocultas que podem estar envolvidas na sua frota? Existem muitos desperdícios presentes em operações de logística e transporte que são invisíveis aos olhos, mas que representam parte significativa do custo da sua operação.


Todos temos conhecimento do montante de desafios existentes no dia-a-dia daqueles que trabalham diretamente com operações de logística e transporte. O maior deles, é claro, é sempre o custo: como tornar sua frota mais eficiente? Ou seja, como “fazer mais com menos”?

Esse é o objetivo mais perseguido pelos gestores, independentemente do segmento, área ou setor de atuação. Eficiência é um dos segredos para o sucesso. Para alcançá-la, entretanto, muitas vezes é necessário sair da superfície e adentrar questões muito mais profundas. É exatamente este o caso das perdas ocultas em operações de logística e transporte: para otimizar seus custos, é preciso monitorar indicadores mais precisos.

Custos (normalmente) monitorados em operações logísticas

Possivelmente até então não lhe apresentei nenhuma novidade. Mas aguarde: é preciso recapitular um pouquinho o conhecido até que estejamos preparados para adentrar o desconhecido.

O que você provavelmente já sabe é que existem inúmeros custos envolvidos na gestão de frotas, mas não nos custa relembrar alguns deles:

Você também deve conhecer em números quanto cada um desses custos representa do custo total da sua frota. Essa informação em si já é valiosíssima e permite que o gestor priorize ações de otimização de custo.

Por exemplo: você identifica que 45% do custo total da sua frota é representado, respectivamente, pelos custos de combustível e manutenção. Sabendo disso, é possível delinear diversos pontos de atuação como forma de diminuir esses custos.

Entretanto, como ser assertivo nas ações desconhecendo variáveis do seu problema? É isso que as perdas ocultas representam em sua gestão: variáveis desconhecidas de uma situação-problema.

Perdas ocultas: quais são e como identificá-las

Vamos pensar no custo combustível, que geralmente é o mais representativo em operações logísticas. Você é capaz de facilmente identificar excessos no consumo de combustível? Quanto do consumo deste combustível realmente foi necessário e quanto foi desperdício?

Existem muitos fatores que podem causar consumo excessivo de combustível. Por exemplo:

Para dicas sobre como economizar em combustível, leia esse artigo do nosso blog.

Quando o assunto é manutenção, você monitora comportamentos dos seus motoristas que aceleram o desgaste do motor, por exemplo? Você é capaz de garantir que seus condutores praticam uma condução econômica e segura?

Afinal, como identificar essas perdas?

Já mencionamos aqui no blog em várias oportunidades como a tecnologia pode e deve ser usada como aliada da gestão de frotas. Quando o assuntos é eficiência e otimização de custos, isso não é diferente.

A seguir, apresentamos duas soluções que auxiliam gestores a identificarem e tratarem corretamente gargalos em operações logísticas:

#01. Telemetria

Com a telemetria, tanto gestores quanto motoristas são beneficiados.

Para os gestores, ela permite o acesso a dados valiosos para identificação e tratativa de gargalos. O gestor tem disponível em um dashboard intuitivo e personalizado indicadores de condução econômica e direção segura que lhe mostrará perdas operacionais, motoristas responsáveis por mais desperdícios e aqueles mais propensos a causarem acidentes, informações sobre o consumo de combustível, entre outras tão importante quanto as citadas. Ou seja, todo o insumo para a tomada de decisão, incluindo as perdas ocultas, disponíveis para fácil acesso do gestor.

Quando se trata dos motoristas, a telemetria lhes permite o acesso a um feedback instantâneo, fazendo com que corrijam comportamentos de risco imediatamente. Dessa forma, garante-se mais segurança ao motorista e à frota.

São inúmeras as soluções de telemetria que encontramos no mercado. Você deve escolher aquele que ofereça o melhor para a sua operação. Para auxiliar nessa decisão, preparamos esse checklist para escolher o melhor fornecedor para você.

#02. Videomonitoramento e sensor de fadiga

Essa tecnologia inovadora, aliada à telemetria, garante muito mais segurança a sua frota. 

Com a presença do videomonitoramento embarcado, o gestor tem a possibilidade de apurar a responsabilidade em acidentes de trânsito, desvios de carga, condutas do motorista, aderência a normas e EPI’s no acesso à carga, assaltos ao veículo, entre outras situações.

O maior benefício, entretanto, é extraído em seu máximo quando o videomonitoramento é combinado com a tecnologia dos sensores de fadiga. 

Essa solução é capaz de detectar sinais de fadiga e distração, como cansaço, sono, uso de celular ou cigarro, e enviar alertas ao motorista e também à central de controle operacional. Com o videomonitoramento, o gestor tem disponível em seu sistemas o vídeo da ocorrência. Essa tecnologia permite a ação em tempo real para a prevenção de acidentes.

Para entender um pouco mais sobre o funcionamento do sensor de fadiga e suas câmeras, confira esse guia que preparamos.


Conhecer as perdas ocultas da sua frota pode ser o diferencial que faltava para que você amplie a eficiência da sua operação. Para isso, monitorar indicadores é uma atividade essencial.

Se quiser conhecer mais sobre nossas soluções para gestão de frotas, entre em contato com um de nossos especialistas.

Autor

Caroline Ferroni

Caroline Ferroni

Assine nossa newsletter

Fique sempre por dentro das novidades nas inovações da gestão do transporte.

    Deixe seu comentário