Rastreador de caminhão: como funciona e quais são suas limitações

| Por: Emanuele Almeida

O rastreador de caminhão permite identificar a localização do veículo, é uma tecnologia simples e de fácil acesso, porém existem outras tecnologias acessíveis que podem ser mais completas e que possibilitam a redução de custos e otimização da gestão da frota. Saiba tudo aqui! 

Como funciona um rastreador de caminhão?

rastreador caminhão
Na imagem: Caminhão branco

O rastreador de caminhão capta a localização do veículo por meio do sistema de GPS (Global Positioning System), que capta sinais de 20 satélites que estão localizados na órbita terrestre. Através desses sinais, o rastreador consegue calcular a direção e a posição do veículo.

A localização do GPS tornou-se a tecnologia mais utilizada, devido ao elevado grau de precisão e por ser economicamente acessível, estando presente em diferentes dispositivos, como o celular, por exemplo. Uma tecnologia alternativa ao GPS é a radiofrequência. Nesse sistema, os sinais são enviados para antenas de rádio instaladas pelo país. 

O rastreador do caminhão pode se comunicar com a central de monitoramento de três formas diferentes. A primeira é por meio da rede de telefonia (GSM/GPRS), sendo a mais comum, o sistema se comunica por um chip de telefonia. A segunda é por radiofrequência, em que consiste no envio das informações por meio das antenas de rádio, porém esse sistema já não é mais tão utilizado. A terceira é por meio de satélites, que enviam as informações para a central.

Apesar de informar a localização do veículo, o rastreador de caminhão é uma opção limitada quando se busca ter mais dados sobre a frota e, principalmente, quando se busca uma redução dos custos e otimização das operações logísticas. Porém, há outras opções que podem atender esses aspectos, conheça a seguir.

Outras tecnologias mais completas para caminhões

Existem tecnologias mais completas para frotas e que auxiliam na gestão e desenvolvimento da empresa, entre elas estão a Telemetria e a Telemetria avançada.

Dentre as possibilidades dessas tecnologias, é possível fazer um acompanhamento por inteligência artificial dos indicadores mais importantes para a operação logística, o que gera produtividade e possibilidade de tomada de decisão assertiva. Saiba mais sobre os impactos de um BI personalizado na telemetria através do e-book da Trimble sobre o uso dessa inteligência no transporte:

E-book gratuito: Como um BI especializado pode garantir a excelência na gestão de frotas?

Descubra como a Inteligência Artificial pode atuar ao seu favor.

    Cargo na empresa
    Tamanho da frota
    Segmento de atuação
    Deseja conhecer nossas soluções para frotas?

    A seguir, vamos destrinchar sobre as tecnologias:

    Telemetria

    A telemetria pode ser entendida como uma forma de medir distâncias remotamente. É uma tecnologia que consegue coletar as informações de forma remota, como a velocidade, a localização, a distância percorrida, as paradas, o consumo médio de combustível e outros dados sobre cada caminhão da frota.

    Com a telemetria veicular, é possível armazenar e disponibilizar dados em um sistema para que a gestão possa acessá-los com facilidade para fazer a análise e, com base neles, tomar as melhores decisões e determinar as estratégias para otimizar as operações.

    A telemetria pode ser utilizada de forma analógica ou digital. Para a telemetria analógica, é preciso a instalação de sensores no veículo, enquanto que para a telemetria digital, a coleta e a leitura de informações é feita por meio de um computador de bordo.

    Dentre as informações que a telemetria fornece, estão:

    Desse modo, a telemetria possibilita mais informações além da localização do veículo.

    Telemetria avançada

    A telemetria avançada segue as mesmas bases da telemetria digital, porém são incorporados o Business Intelligence (BI) e Data BI. O BI é importante porque agrega a análise empresarial, mineração e visualização de dados, ferramentas e infraestrutura de dados práticas, o que ajuda as empresas na tomada de decisões baseada em informações.

    O BI torna possível uma visão inteligente e produtiva dos dados da empresa, de modo que o gestor pode usá-los para gerar mudanças positivas, excluir a ineficiência e gerar maior lucratividade.

    Entre os indicadores que a telemetria avançada oferece estão: condução dos motoristas por prioridade escolhida pela empresa, dados de consumo de combustível, rotogramas feitos a partir de inteligência artificial, ranking de motoristas.

    Sua função é facilitar a tomada de decisão do gestor, tornando as informações mais visuais e fáceis de serem consumidas. Isso não seria possível utilizando somente o rastreador de caminhão.

    Conclusões sobre o rastreador de caminhão e a telemetria

    O rastreador de caminhão não é sinônimo de telemetria. Porém, o rastreamento também é utilizado na telemetria, pois ele é um tipo de medição do veículo feita de forma remota. O rastreamento utiliza o GPS para coletar os dados de localização do veículo, enquanto as outras informações da telemetria são obtidas pela rede CAN. 

    O rastreador de caminhão utiliza o GPS e disponibiliza dados apenas de localização, enquanto a telemetria possibilita ter acesso a dados gerais sobre o veículo. Já a telemetria avançada é uma tecnologia mais completa, pois utiliza BI e Data BI para otimização de indicadores para as necessidades da frota. A tecnologia permite, além do rastreamento, um monitoramento mais preciso da frota.
    É importante saber selecionar qual fornecedor é melhor para obter o melhor retorno sobre o investimento em uma tecnologia, seja ela de rastreamento ou telemetria. Saiba os critérios para escolher aqui, através do checklist de fornecedor de telemetria da Trimble!

    Tags

    Autor

    Emanuele Almeida

    Emanuele Almeida

    Uma mão digitando em um laptop Uma mão digitando em um laptop Uma mão digitando em um laptop

    Assine nossa newsletter

    Fique sempre por dentro das novidades nas inovações da gestão do transporte.

      Deixe seu comentário