Rede CAN: Tudo sobre o que você precisa saber!

| Por: Ana Paula Delchiaro

O modelo de Controller Area Network (CAN) foi proposto por Robert Bosch, em 1980, para comunicação entre os componentes de controle em veículos. O sistema é utilizado nos veículos atuais e foi desenvolvido para suprir a necessidade de interconexão entre as unidades de comando do veículo.

Neste artigo, você vai conhecer o que é a rede CAN, como ela funciona e suas vantagens em relação a outros tipos de leitura de informações.

O que é rede CAN?

A rede CAN é a principal rede de comunicação dos veículos, pois proporciona a troca de informação de forma rápida e segura entre as unidades de comando. Essa comunicação acontece por meio de um barramento de dois fios. Ao utilizar uma rede de comunicação, elimina-se componentes em excesso, já que as informações necessárias para mais de uma unidade de controle são transmitidas pela rede, o que simplifica o sistema eletroeletrônico do veículo. 

Como funciona? 

O funcionamento da rede CAN tem em seu princípio o envio de mensagens para cada um dos módulos pertencentes à rede. Eles fazem a verificação do estado do barramento, a fim de identificar os módulos cujas mensagens são prioritárias. O protocolo CAN opera em todas as unidades de controle, o que possibilita a continuação do funcionamento, mesmo quando uma das unidades apresente problema.

A unidade envia dados com código identificador pela rede ao iniciar o processo de transferência de informação. O código identifica qual será o dado transmitido, de forma a priorizar a transmissão dos dados mais urgentes. Após o envio do identificador, a unidade de controle envia um conjunto de dados, os quais são informações importantes, como rotação do motor, pressão do óleo, entre outros.

Durante a transmissão dos dados, as unidades de controle leem as informações de barramento. Caso sejam informações importantes, elas serão memorizadas, caso contrário, serão apenas lidas. A velocidade de compartilhamento de dados pode variar de acordo com a relevância da informação.

Formas de leitura de informações do veículo

A rede CAN faz parte da tecnologia possibilitada pela telemetria digital.

No entanto, há também a analógica. A telemetria analógica depende da instalação de sensores em partes específicas do veículo. Por exemplo, para ler o RPM, é necessário instalar um sensor. O cálculo das rotações é feito por meio de uma calibração específica para cada veículo e dos pulsos enviados pelo sensor. Para ler o odômetro - responsável por medir as distâncias parciais e totais percorridas pelo veículo - é preciso puxar um fio do sensor até o aparelho medidor.

A telemetria analógica depende de uma instalação complexa, pois requer a ligação simultânea de diversos sensores. Outra desvantagem é a recalibração com frequência dos sensores, pois tendem a ficar menos precisos com o passar do tempo.

Ela é muito diferente do monitoramento digital, possível por meio da rede CAN. Ele conseguec coletar informações por vários sensores, não sendo necessária instalação de cada um. Sua conexão funciona apenas por um par de fios ligados à rede para ter acesso às informações.

Saiba mais sobre a telemetria no vídeo a seguir:

Quais as vantagens de utilizar a rede CAN?

Ao utilizar a CAN, os custos são menores e a precisão da informação é maior. Em um sistema no qual cada dispositivo tem um chip CAN, tem-se a atuação inteligente dos elementos, ou seja, há a decisão automática de quão relevante é uma informação. Assim, somente os parâmetros de controle e acompanhamento úteis serão transmitidos para os gestores da frota, auxiliando na tomada de decisão

Por ser um sistema que proporciona confiabilidade e velocidade na transmissão de informações, a rede é uma aliada no monitoramento das tarefas. Ela auxilia na programação macro e outras mensagens que facilitam o envio de dados para os operadores.

Outra vantagem é que o protocolo traz confiabilidade na transmissão de dados, independente da arquitetura elétrica que for utilizada no veículo. Assim, fica mais simples obter dados seguros e completos, por exemplo, registros de velocidade de forma imediata, distâncias percorridas e consumo de combustível. 

Confira mais detalhes sobre a rede CAN no nosso ebook gratuito:

Ebook gratuito: Rede can

Confira como essa tecnologia contribui para uma gestão de frotas mais efetiva neste material gratuito.

Aplicações da rede CAN

A rede CAN atua no rastreamento de veículos, disponibilizando informações necessárias. Junto com outros sistemas, é possível ter um registro de entrada e saída de automóveis em pontos estratégicos, fundamental para o processo logístico. 

Com o uso da telemetria, ocorre uma troca permanente de informações entre a central de controle e os itens eletrônicos do veículo. O registro dos dados podem ajudar na prevenção e identificação de falhas no sistema, evitando problemas e acidentes. Com a utilização do hodômetro, há coleta de informações, como RPM, forma de condução e consumo de combustível. Todos os dados registrados ficam armazenados em um computador de bordo, que enviará os dados para o monitoramento.

Como a rede CAN pode ajudar na gestão de frota?

A rede CAN pode auxiliar na gestão de frota ao monitorar e disponibilizar informações para o gestor. Essas informações ajudarão na tomada de decisões e no controle da frota. Ao identificar os motoristas cuja forma de dirigir é perigosa ou pode comprometer o veículo, o sistema auxilia na prevenção de acidentes e custos desnecessários

As informações precisas capturadas pela rede CAN podem ser implantadas na frota por meio da telemetria. A telemetria Trimble ajuda a identificar infrações que aumentam o risco de acidente, desperdiçam combustível e reduzem a disponibilidade da frota, auxiliando diretamente na gestão da frota. Converse conosco hoje para saber mais!

Telemetria: tecnologia aliada ao sucesso

A tecnologia é a maior aliada para trazer mais economia e segurança para sua frota. Converse com nossos consultores e entenda como a telemetria pode fazer sua operação crescer:

    Cargo na empresa
    Tamanho da frota
    Segmento de atuação

    Autor

    Ana Paula Delchiaro

    Ana Paula Delchiaro

    Uma mão digitando em um laptop Uma mão digitando em um laptop Uma mão digitando em um laptop

    Assine nossa newsletter

    Fique sempre por dentro das novidades nas inovações da gestão do transporte.

      Deixe seu comentário